be.Living

Festa Junina fará homenagem à Raquel Trindade

Está chegando a Festa Junina da be.Living, momento tão querido e aguardado pelas crianças e por toda a nossa comunidade escolar! Uma oportunidade sempre preciosa de partilha, brincadeira e, também, de celebrarmos, juntos, a cultura brasileira.

Uma marca da nossa Festa Junina, como muitos já sabem, é a homenagem que fazemos a um artista ou movimento da cultura popular, como explica nossa coordenadora pedagógica de Ensino Fundamental, Gabriela Fernandes.

“Mais do que uma festa junina, a ‘Festa Junina da be.Living’ tem se tornado uma grande festa cultural. Já há bastante tempo, escolhemos alguns homenageados com o intuito de apresentarmos para as crianças, grandes personalidades deste vasto repertório cultural. Passamos por diversos nomes e, de tempos para cá, temos olhado muito para a potência das manifestações culturais vindas de mulheres e de afrodescendentes”.

Este ano, a festa leva o nome de “Batuques, folguedos e memória: aprendendo e celebrando com Raquel Trindade”. Para quem ainda não conhece, a homenageada é filha do poeta Solano Trindade, e foi uma importante ativista cultural, artista plástica, dançarina, coreógrafa, ensaísta e professora. Falecida em 2018, aos 82 anos, é considerada uma griot, ou seja, uma sábia e guardiã dos ensinamentos da diáspora afro-brasileira.

“A escolha de homenageadas e homenageados é feita a partir de um grande trabalho de pesquisa realizado pela nossa equipe de cultura brasileira, coordenada pelos professores Amanda Ribeiro e Vinícius Medrado. A Raquel Trindade chega este ano pela importância que ela tem na cultura de Maracatu, e também por ser multiartista, atuando em diferentes áreas tendo como referencial a luta afro-cultural brasileira. Através dela, contamos também a história do poeta Solano Trindade, que é o pai dela” – afirma Gabi.

A coordenadora explica que, primeiramente, é feito um trabalho de sensibilização com todos os professores da escola, ao mesmo tempo em que a professora Bruna, de Artes, aprofunda uma pesquisa que, para além das questões conceituais e culturais, investiga técnicas e características presentes nos trabalhos da artista.

“A partir desta investigação, as crianças passam a conhecer não somente a história da homenageada, mas também as características de sua arte por meio de imagens e gravuras trazidas nas aulas de arte, e da dança nas aulas de música”. Segundo Gabriela, cada sala desenvolveu um estandarte que colocou a turma em contato tanto com Raquel Trindade quanto com a manifestação cultural que cada grupo vai vivenciar. “Cada Year está pesquisando uma manifestação cultural específica de determinada região do Brasil: o Y1 vai apresentar o ‘Bumba meu boi’, o Y2 o ‘Coco’, o Y3 o ‘Caboclinho’, o Y4 o ‘Jongo’ e o Y5 vai fazer a manifestação do ‘Cavalo marinho’. As crianças participam ativamente de todos os momentos de preparação da festa, inclusive na elaboração das coreografias”.

Na Educação Infantil, pequeninos também estão preparando homenagens para Raquel Trindade, depois de entrarem em contato com a artista e suas obras através das aulas de cultura brasileira. “Nas aulas de Música e de Coisas D’Aqui, os professores apresentaram quadros em que Raquel pintou danças brasileiras, como o maracatu e a congada. Também trouxeram dois livros que contam a biografia da Raquel Trindade e, por meio de brincadeiras e danças, as crianças foram vivenciando um pouquinho da Raquel” – conta Patrícia Dominguez, coordenadora da Educação Infantil.

E como sempre acontece, as famílias também são convidadas pela escola para participar ativamente da festa. “Cada ano enviamos um objeto para as famílias enfeitarem, produzindo um enfeite para integrar a decoração. A ideia é que cada criança e família da escola participe, deixando a sua marca na Festa Junina. Este ano, mandamos uma tela, em referência à produção artística da Raquel, uma pintora que fez muitas pinturas em tela. Foi um convite para uma construção coletiva, em família. As crianças levaram para casa todo o repertório que tiveram nas aulas de arte, compartilhando com os familiares, as referências de pinturas de Raquel, as possibilidades de técnicas e toda a história de vida dela. Estão chegando trabalhos muito lindos! Todos os trabalhos serão expostos no dia do festejo, enfeitando e preenchendo de arte a Festa Junina de nossa comunidade!” – conclui Gabriela Fernandes.

plugins premium WordPress