be.Living

A importância do brincar para o desenvolvimento saudável da criança

Esconde-esconde, pega-pega, escolinha, mamãe e filhinha… Quanta magia e aprendizagem acontece no tempo da brincadeira! Brincar é um terreno fértil e essencial para o desenvolvimento saudável das crianças. É a possibilidade que a criança tem para desenvolver a sua criatividade em sua total potência.

A brincadeira convida a criança a interagir com seu próprio universo interior e, também, com os seus pares. Brincando, a criança se desenvolve emocionalmente, motoramente e cognitivamente. Testa conceitos físicos, matemáticos, constrói conhecimento. Tem, ainda, a possibilidade de reviver e ressignificar situações vividas em seu cotidiano.

“Quando a criança brinca de mamãe e filhinha ou de médico e paciente, por exemplo, ela está reconstruindo e ressignificando relações e vivências e, desta forma, elaborando sentimentos, emoções e dando sentido para suas experiências” – explica Camila Maia, coordenadora da Educação Infantil da be.Living.

Segundo Camila, é importante que o momento de brincar seja livre pois na liberdade da brincadeira abre-se um campo para infinitas aprendizagens. “O adulto tem o importante papel de pensar sobre o contexto no qual a criança vai brincar: a organização e o planejamento do espaço, os materiais dispostos, a quantidade desses materiais, como eles estarão expostos, a oferta de materiais não convencionais, ou seja, que não sejam só brinquedos prontos, como caixinha de papelão e objetos que estimulem o desenvolvimento criativo e imaginativo da criança.  Na escola, são as professoras que vão pensar nessa organização de contextos, espaços e grupos. Mas o momento do brincar deve ser livre”.

Camila explica que brincar livremente permite que as crianças façam escolhas. “É uma oportunidade que a criança tem para desenvolver autonomia e criatividade em sua maior potência, a partir do próprio enredo interno”.

A educadora afirma que a forma como a criança brinca sinaliza sobre a saúde mental da criança. “Entendemos que nesse momento da brincadeira, a criança está ressignificando as suas experiências, elaborando suas emoções e sentimentos, dando sentido para aquilo que está acontecendo no dia a dia dela. Dessa forma, a brincadeira vai dando indícios de como ela está se sentindo, de como está reagindo às circunstâncias onde está inserida. As relações que estão sendo postas nas brincadeiras são as conexões que ela vem fazendo com a própria vida. Tudo isso deve ser observado. O brincar é uma espécie de raio-X da criança. Aquilo que está sendo vivido pela criança na vida real está sendo representado na brincadeira e deve ser acolhido e olhado com toda atenção pelos adultos que a acompanham”.

plugins premium WordPress